Empreendedorismo digital. Você sabe o que é?

download (1) Influência digital, e-commerce, vendas de produtos digitais e vídeo aulas. Talvez você já tenha ouvido falar ou até trabalha com uma dessas opções de serviço, certo?

Mas a questão é que muita pessoa ainda não sabe, como funciona o empreendedorismo digital e com isso, algumas ficam perdidas ou já realiza o processo, porém não entende o sentido de empreender pela internet. Por isso, no artigo de hoje, eu mostrarei o que é empreendedorismo digital e como funciona.

download (13)

De acordo com os especialistas, empreendedorismo digital é você criar um negócio totalmente online ou ter um site de vendas. Por exemplo, no Brasil já existe plataformas que possibilita a comercialização de produtos digitais, como e-books, vídeo aulas, palestras e outros itens que são entregues virtualmente, por meio de e-mail, dessa forma o cliente tem acesso a mercadoria de onde tiver e por onde preferir, seja pelo celular ou notebook.

O outro tipo de negócio digital é o e-commerce, o comércio eletrônico, em que ocorre a comercialização de produtos físicos. O processo ocorre em uma análise, por exemplo, lojas físicas utilizam esse meio, para divulgar seus produtos para permitir que o cliente analise cada item da loja, desde lançamento até os de costumes, através do celular ou computador e depois realize a compra. A diferença é que nesse sistema o consumidor pode receber o produto na casa ou apenas escolher e ir na loja comprar.

Entretanto, seja qual for o empreendedorismo digital, a pessoa quando começa a investir nesse ramo, deve realizar as mesmas ações que realiza quando se tem um empreendimento físico, ou seja, o processo de venda e comercialização, escolher o nicho que irá atuar, descrição da empresa, como: nome, imagem, registro e contatos. E o tipo de empresa, se é privada, pública, mista, como será a sociedade e outros detalhes contábeis.

Para você entender melhor preste atenção nesse passo a passo abaixo:

VIRTUAL: no empreendimento digital existe diversas maneiras de se iniciar um negócio, as principais são consultoria online, vídeo aula, E-book e E-commerce.

VÍDEO AULA: conteúdos educativos que são produzidos em um estúdio de gravação ou em uma sala, mas dependendo do assunto as filmagens podem ser feitas em outros locais, a divulgação é pelo YouTube, mas pode ser transmitida por meio de outras redes sócias. A seguir alguns passos para se criar vídeo aula:

1° Escolha uma plataforma para disponibilizar o vídeo o YouTube é a principal, mas pode ser Facebook, Instagram e outros.

2° Escolher o assunto que irá ensinar, pode ser sobre uma atividade diária, uma profissão, uma matéria escolar, assunto importantes como: educação, saúde, política, meio ambiente e etc.

3° Fazer o planejamento da elaboração das aulas: local de gravação, conteúdo, roteiro da apresentação, edição de vídeo, equipamento de gravação, tema, subtítulo e assim por diante.

4° Baixe aplicativos de edição de imagens e tenha um ótimo sinal de Internet, organize os vídeos por pastas e mantenham salvos em pendrive ou CD e DVD virgem.

5° Escolha um nicho especifico, fale (s) língua que o seu público entende e descreva (s) persona do cliente.

CONSULTORIA ONLINE: é essencial para quem possui formação em administração, psicologia ou possui especialização em alguma área, para esse processo é preciso ter:

Sala adequada

Registro de informação acadêmica

Uma plataforma online confiável de preferência o YouTube, adicione os principais dados como: registro de profissão, link de e-mail ou de conta de rede social que possui, dados para contatos e local da empresa física, para da segurança ao público.

Crie sites e blog, para sua clínica ou empresa, e tenha um planejamento diário com dia e horário dos atendimentos, como irá falar e aborda os assuntos com cada cliente, pois cada caso é um caso e adquire uma plataforma de pagamento segura.

Por fim crie confiança e amizade com o público, por meio prêmios de incentivo ou bônus como desconto, atendimento extra e assim por diante. Demonstre uma relação de humanidade, desta forma aos poucos o cliente ganhara confiança e com isso até indicara pessoas.

E-BOOK: para quem não sabe é o livro em formato digital que pode ser usado em celular ou notebook e pela sua praticidade pode ser salva em nuvem, ou salvos em um CD ou DVD virgem. Este produto é fundamental para vender ou atrair audiência para site, blog ou páginas sociais e sua utilização é essencial para quem deseja trabalhar produtos, ou serviços educacionais, alto ajudar, guias e assim por diante.

Por isso para investir nesse seguimento o ideal é:

Ter um assunto para explicar pode ser estudo, profissional, cotidiano, mundo, saúde, científico e outros.

Escolher o tipo de livro que irá elaborar pode ser: alto ajudar, guia, motivacional, didático, profissional, receita, etc.

Procure entender tudo sobre a criação de um E-book, como fazer, plataforma de venda, público, formatação, planejamento de elaboração, etc.

E-COMMERCE: é o comércio eletrônico ou virtual, uma tendência que devido à facilidade e rapidez que possui, atualmente está ganhando força no mercado. A loja Amazona.com é pioneira nesse ramo e outro destaque que se tem em relação ao assunto é o empreendedor Bruno Oliveira, que trabalha com o e-commerce desde 2000, hoje possui um canal no YouTube com o título EcommeceNaPratica e também tem a semana E-commerce, em que s pessoa aprender como criar um e-commerce de sucesso.

Diante desses fatores o e-commerce é essencial para quem possui loja ou vende produtos caseiros e deseja melhorar as vendas, a seguir alguns passos para se ter uma venda virtual de sucesso:

Criar um site de confiança e com uma plataforma de venda pratica e segura.

Organizar o produto online posição dos produtos, imagem bem nítida para divulgação, letra e numero visíveis, vídeos de demonstração, carrinho de compras, promoção, ser atencioso no atendimento e outros.

E estudar sobre o e-commerce

FÍSICA: ter um empreendimento físico requer um investimento um pouco mais caro e com regras, depende do que irá comercializar. Assim como no virtual existem vários fatores que compõem a abertura de uma empresa, a seguir será apresentado alguns:

Escolher o tipo de empresa

Privada: capital particular, S/S (sociedade simples), LTDA (Limitada), SAI (Sociedade anônima).

Pública: capital publico

Mista: capital particular e público.

Descrição

Localidade: endereço, se é um ponto acessível ao público, segurança, se tem concorrência próxima, os principais comércios que tem por perto e se é de fácil acesso ou não.

Documentação: CNPJ, licença, imposto (declaração), IPTU (imposto predial e territorial urbano), alvará, inscrição municipal, fiscalização, etc.

Local: ambiente (grande, pequeno e médio), ter uma área para depósito, garagem ou armazenamento alimentar, espaço para vestuário e descanso, ventilação, equipamentos eletrônicos e de proteção, moveis e outros.

Capital: em geral, para investimento financeiro custa entre, 5 000, 20 000 até 50 000 dependendo do que irá vender ou produzir.

Plano de ação: adicionar meta, período de prazo (médio, longo e pequeno), pesquisa de mercado, ciclo de vida, Feedback e outros.

Por tanto, o empreendedorismo digital é um excelente investimento de se fazer na vida profissional. Pois com um trabalho certo na internet e o serviço ou produto de qualidade, o retorno de lucro é grande e o futuro de uma vida estável é certo. Mas assim com qualquer negócio físico, em um negócio digital é necessário que se tenha ação empresarial, ou seja, o processo de venda e comercialização, escolher o nicho que irá atuar, descrição da empresa, como: nome, imagem, registro e contatos. E o tipo de empresa, se é privada, pública, mista, como será a sociedade e outros detalhes contábeis.

 

E ai? Gostou? Se sim, deixe o seu comentário abaixo, dizendo o que achou do conteúdo de hoje e de que forma este assunto lhe ajuda. Até a próxima!

Bom dia!

Empreendedorismo: os serviços e produtos que estão crescendo no momento.

mercado

Com o passar do tempo o cenário de mercado de trabalho mudou, novos produtos e serviços surgiram e com a era digital, a utilização da internet para trabalhar virtualmente ou divulgar serviço e produtos físicos aumentou rapidamente. O que causou um impacto na economia, fazendo com que alguns serviços e produtos, como aplicativos e barbearia passasse a ser reconhecido no cálculo do IPCA.

Diante disso, o conteúdo de hoje será apresentado através de duas notícias, uma do jornal nacional e outra do site Rockcontent. Ambos apresentam os produtos e serviços que estão crescendo no mercado e que serão tendências pelos próximos anos:

download (11)

De acordo com o site rockcontent, deixar de ser funcionário para ser empresário é uma ideia que está crescendo cada vez mais. E isso tem gerado uma nova onda de empreendedorismo no Brasil. Muitos querem começar esse movimento, mas têm dúvidas sobre qual área a seguir, afinal, há oportunidades para muitos negócios. Diante disso, no artigo a página apresenta 15 ideias que serão tendências no mercado nesse ano.

  1. Barbearia
  2. Canil
  3. Passeadores de cães
  4. Loja de bijuterias
  5. Infoprodutos
  6. Serviços contábeis
  7. Manutenção de bens
  8. Comidas saudáveis congeladas
  9. Modo plus size
  10. Produtos para barba
  11. Itens sustentáveis
  12. Blog de assuntos específicos
  13. Soluções digitais para empresas
  14. Varejista de moda streewear
  15. Foodtrucks

E no ano passado foi abordado no Jornal Nacional que, os novos hábitos dos brasileiros fazem IBGE mudar o cálculo da inflação oficial. Ou seja, o IPCA que é o cálculo, dos preços de coisas consumidas no dia a dia, como mostra o vídeo abaixo:

jornal nacional